ESTRADA DE FERRO CURITIBA-PARANAGUÁ TERÁ CASARÕES RESTAURADOS

 Por clodoaldomaquinista

 Foto:Mauricio Muniz- CASA DO IPIRANGA

Após solicitação oficial do deputado Ney Leprevost junto à ANTT, o casario dos ferroviários que trabalhavam na estrada de ferro que liga Curitiba a Paranaguá, bem como as estações existentes ao longo do trecho, sofridos com a ação do longo tempo, serão restaurados em uma parceria entre a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, a ABPF – Associação Brasileira de Preservação Ferroviária e o IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

A diretoria da ANTT deliberou e aprovou a assinatura de Convênio de Cooperação Técnica para preservação do patrimônio ferroviário, além da autorização para Edital de Chamamento Público com vistas a selecionar a proposta técnica para execução da revitalização do casario histórico.

Foto: JEAN-ESTAÇÃO DE ROÇA NOVA

A Estrada de Ferro Curitiba-Paranaguá foi criada em 1880, tem 110 quilômetros de extensão que descem os 900 metros da serra e guarda alguns trechos originais daquele tempo, o que perpetua a comprovação do arrojado projeto do século passado. São ao todo 14 túneis, além de inúmeros viadutos margeando desfiladeiros de pedras e Mata Atlântica. O Túnel Roça Nova é o primeiro, e logo após, vem a Casa Ipiranga, que serviu de hospedagem para figuras ilustres da nossa história: o Imperador Dom Pedro II, o então presidente da Província do Paraná Carlos de Carvalho, e o pintor paranaense Alfredo Andersen hospedaram-se ali.

 Foto:Marília-ESTAÇÃO DE VÉU DE NOIVA 

A Estrada de Ferro Curitiba-Paranaguá é hoje uma das mais famosas do Brasil. Construída sobre a Serra do Mar, teve de vencer grandiosos obstáculos do relevo que pareciam ser impossíveis de se realizar para construção de sua linha férrea. Seu primeiro trecho foi inaugurado em 1883 e já em 1885 estava concluída, sendo então, a primeira ferrovia do Estado do Paraná. Mais tarde continuou se expandindo até 1892 quando alcançou o porto de Antonina.

Via vidadmaquinista.blogspot.com

5 ideias sobre “ESTRADA DE FERRO CURITIBA-PARANAGUÁ TERÁ CASARÕES RESTAURADOS

  1. Nossa,não é que vez por outra,num surto de lucidez,alguém se lembra de preservar a memória deste país?! Oxalá chegue o dia em que além de preservar,consigamos aprender com ela. Abraços,Anna Kaum.

  2. Pois é! Aqui no Rio de Janeiro a situação é desesperadora! Em toda a região do Vale do Paraíba, há diversos casarões, pontes, estações ferroviárias etc, literalmente despencando... Felizmente, há pessoas com sensibilidade e preocupadas com este importante patrimônio.
    Há ferrovias na sua região? Abraços

  3. Bom dia Pedro!Três Corações ainda é rota para transporte ferroviário de carga,mas,a antiga estação deu lugar a rodoviária,não vou dizer que preservaram,mas,guardaram uma velha locomotiva,que fica a´li,coitadinha,olhando triste seu passado cada dia mais distante.Fora isso,de São João até Tiradentes ainda é possível ir de trem,a viagem é curta mas linda e vive lotada de turistas.
    Preservação do patrimônio,não só com estradas de ferro,parece uma guerra,vc conhece Campanha? Não tem mais estrada de ferro,mas,é uma cidade linda,que fez parte do ciclo de mineração,cheia de memórias e histórias,mas,sobrevive a duras penas,na manutenção de seus casarios e ruas de pé de moleque,enquanto a fogueira de egos das instituições de preservação, pega fogo!Postura triste e cansativa! Abraços,Anna Kaum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>